sábado, 24 de março de 2018

Homossexual é espancado até a morte pelo namorado em Ibicaraí; vítima era menor de idade

Ele tinha 17 anos e atendia pelo nome de “Daniela”. Morava em Ibicaraí com o companheiro, de quem esperava respeito, uma vez que na rua costumava ser zombado, desmoralizado. Daniel Farias Santos (nome de batismo), não sabia, mas seu maior inimigo estava ali bem perto. Na madrugada desta sexta-feira (23), a relação chegou a fim, de maneira covarde e estúpida.

Daniela foi espancada até a morte, na casa onde vivia com Valdinei Souza dos Santos, o “Val”. A vítima ainda foi levada para o hospital, mas não havia mais o que fazer. Apresentava cortes profundos no rosto e no braço, além de hematomas por todo o corpo. As agressões eram constantes, segundo testemunhas.

O acusado e o irmão, Jair Souza dos Santos, o “Géo”, foram presos cerca de cinco horas após o crime. Jair teria ajudado Valdinei a matar o menor. Os criminosos estavam escondidos na região do Jacarandá, zona rural de Ibicaraí, num local de difícil acesso. A viatura não conseguiu entrar na localidade. Os agentes civis tiveram que caminhar por dois quilômetros, até chegar ao esconderijo dos irmãos.
A dupla foi levada para a Delegacia de Ibicaraí, onde confessou o homicídio. Daniela, ao que tudo indica, foi morta por motivo fútil. De acordo com os assassinos, ela sentia ciúme do companheiro e, depois de mais um discussão, foi agredida com pauladas e um objeto cortante ainda não identificado.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna. Os acusados deverão ser transferidos para o Conjunto Penal a qualquer momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário